Corto Maltese: o estilo masculino que vem do mar

Houve tempos em que a terra tinhas mistérios guardados. Costas inexploradas montanhas inalcançadas, florestas e tribos nativas ainda não nomeadas. Tempos em que reinados transcontinentais começaram a ruir, notícias de guerra e revoluções monumentais demoravam a chegar aos ouvidos dos povos.

Há pouco mais de um século ainda era possível um homem sumir no mundo cercado pelas brumas de sua herança e melancolia.

Nesse mundo viveu Corto Maltese um pirata, um navegante, um viajante desesperançado. Nascido em Malta em 1887, neto de bruxa, filho de marinheiro inglês e mãe cigana espanhola, foi educado em escolas judaicas, aprendeu segredos da cabala e do zohar.

Desde os sete anos já estava rasgando os mares, aos 13 anos já estava no oriente e começou a longa lista de guerra e revoltas que testemunhou e participou: da revolta do boxers, da guerra russo-japonesa, revolução russa, a grande guerra mundial.

Corto conheceu muitos personagens notáveis: Joseph Conrad, Jack London, Rasputin, Stalin, Butch Cassidy e Sundance Kid, James Joyce, Barão Vermelho e vários outros.

Esteve nos quatro cantos do mundo: Inglaterra, Austrália, Rússia, China, Japão, Brasil, Irlanda, Etiópia, Mônaco, Itália, incontáveis terras e cidades.

Singrou o mundo entregue às possibilidades da vida: lutou, comerciou, salvou pessoas, matou algumas, testemunhou as engrenagens da história se moverem. Tudo isso com um estilo único, imediatamente identificável com marcas pessoais próprias como o brinco de argola, seu quepe branco, costeletas enormes e um casaco de marinheiro invejável.

Seu estilo carrega a marca do mundo como possibilidade. Possibilidade de ações, escolhas, de observar um mundo com as fronteiras abertas.

A criação genial do italiano Hugo Pratt é mais humana, mais real, mais interessante que nós. Corto viveu mais que eu e você juntos, temos muito a aprender com ele e entre seus ensinamentos temos a forma como ele se portava com o que vestia.

Corto evoca um tempo em que o homem adulto tinha pra si que elaborar e cuidar daquilo que vestia era parte integrante do seu dia, de sua identidade, da socialização com seus semelhantes e diferentes.

No estilo de Corto observamos como o militarismo é fundador da moda masculina, boa parte daquilo que você tem no seu armário tem origem de criação e uso nos campos de batalha – a outra parte é herdeira das roupas feitas para trabalho pesado e um pequena fatia foi criada para o conforto e lazer.

As cores preferidas de Corto são o azul marinho – cor símbolo do homem do mar, cor que gera confiança – o branco e alguns detalhes de vermelho. Não podemos esquecer que seus acessórios metálicos virão no dourado que combina muito com sua pele bronzeada.

Para se inspirar e tentar incorporar um pouco de Corto no seu armário e dar vazão ao oceano no seu vestir dê uma chance as camisetas e camisas listradas (dê preferência as listras finas), ao sapato dockside, a calças brancas e acessórios de tons dourados.

Ah! Fica aqui uma curiosidade, em 2001 Corto foi garoto propaganda da Dior em sua linha de perfume masculino eau sauvage

Publicado por Tiago Navarro

Meu nome é Tiago Navarro. Trabalho com vestuário masculino há quatro anos fazendo roupas sob medidas para profissionais, noivos e projetos especiais sempre buscando dar forma as ideias dos meus clientes. Comecei a desenvolver meu trabalho como consultor após perceber a demanda dos meus clientes homens que se sentiam desorientados na hora de combinar suas roupas para determinadas ocasiões. Alio meu trabalho de consultor com minhas outras formações: olho a moda com olhar de historiador, busco as origens e as funções que o vestir adquiriu com o tempo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: