Estilo masculino e o que usamos: o tecido de algodão

Uma amostra de algodão peruano puro

É raro pensarmos em algo tão corriqueiro como os tecidos que usamos. Isso é um tanto contraditório já que isso faz parte de objetos que revestem nosso corpo por quase a totalidade do dia. Com meus clientes de camisaria apresento várias opções de tecidos, mas sem dúvida o mais escolhido é o algodão.

Sempre me perguntam da questão dos fios: algodão 120 fios é melhor que de 80 fios? Por quê? Bem, essa questão do fios diz respeito a quantidade de fios por polegada quadrada e no geral quanto mais fios mais nobre o tecido pois ele será composto por fibras mais finas e assim mais macias ao toque. Mas há um porém nessa história, os tecidos com mais fios amassam com muita facilidade. Assim, o ideal é ter camisas de mais fios para ocasiões especiais e os de contagem menor de fios é mais adequado para o uso diário.

Vamos agora a algumas informações sobre esse tecido.


As origens exatas do tecido de algodão são ainda desconhecidas, mas já há vestígios de tecidos feitos com esse material que datam de sete mil anos. Há registros em sânscrito do século III a.c. já documentando a produção do tecido na Índia. Alexandre Magno ajudou a espalhar o uso da fibra no mundo helênico após suas incursões asiáticas. O incas chegavam a produzir indumentárias protetivas de trançados de algodão capazes de absorver golpes por redistribuir a energia do golpe através de suas fibras. O algodão moveu várias engrenagens do mundo: foi uma das principais atividades da indústria no começo da revolução industrial, a primeira máquina a vapor que iniciou a revolução foi desenvolvida para fiação do algodão e consequente produção do tecido que iriam cobrir o corpos pelo mundo. Sem o algodão não teríamos a música negra estadunidense que começou com os cânticos dos escravos nos campos de colheita no sul do país.

Maquinário de tecelagem no começo do século XX

A fibra do algodão é formada por uma única célula que cresce com várias camadas e por volta de duas semanas de desenvolvimento a celulose começa a atuar como importante componente no fortalecimento da fibra. A capacidade de suas roupas resistirem por anos e anos e após várias lavagens e ainda estarem em boas condições se encontra nesse fortalecimento na produção do algodão cheio de celulose que por fim se torna um tecido de melhor qualidade. Em condições ideais de temperatura, solo ideal e colheita bem feita, após 50 dias de crescimento das fibras o material orgânico interno estará “morto” restando apenas a celulose, uma fibra pode crescer até 3,6 cm de comprimento. Quanto mais longa a fibra mais saudável e forte fica o tramado feito com as fibras, dando maior nobreza aos tecidos.

Atualmente o maior produtor mundial é a Índia, porém o Peru tem se destacado com os melhores tecidos de algodão nos últimos anos, mas o Egito continua também entre os melhores produtores junto com os Estados Unidos. O Algodão é usado não só em tecidos, está até nas notas de moedas correntes pelo mundo todo. O seu descarte ainda que cause algum impacto por ser um material orgânico tem o tempo médio de decomposição de três meses no meio ambiente, o que é infinitamente menor que o dos tecidos sintéticos.

Vale a pena conhecer um pouco da cadeia de produção daquilo que consumimos, isso ajuda a nos decidir. Deixo um vídeo sobre a produção brasileira de algodão.

Publicado por Tiago Navarro

Meu nome é Tiago Navarro. Trabalho com vestuário masculino há quatro anos fazendo roupas sob medidas para profissionais, noivos e projetos especiais sempre buscando dar forma as ideias dos meus clientes. Comecei a desenvolver meu trabalho como consultor após perceber a demanda dos meus clientes homens que se sentiam desorientados na hora de combinar suas roupas para determinadas ocasiões. Alio meu trabalho de consultor com minhas outras formações: olho a moda com olhar de historiador, busco as origens e as funções que o vestir adquiriu com o tempo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: